Doppler de Carótidas e Vertebrais:

Descrição
É um exame não invasivo que utiliza o ultrasson para visualização dos vasos cervicais. (artérias responsáveis por levar o sangue ao cérebro e face) . Permite avaliar: presença de placas de aterosclerose (gordura), estreitamentos destes vasos, espessamento da parede das artérias (espessamento médio intimal).
É geralmente indicado para: pacientes de alto risco cardiovascular (presença de vários fatores de risco como hipertensão, diabetes, tabagismo, colesterol alto), para os pacientes que já apresentaram infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral, para investigar sintomas como tonturas, alterações visuais súbitas, fraqueza não explicada de um lado do corpo.
Tem papel muito importante na prevenção de acidente vascular cerebral (derrame cerebral), pois a identificação de alterações nestes vasos permite o seu médico ajustar medicamentos ou indicar outro procedimento para evitar o derrame.

Atualmente os aparelhos mais modernos apresentam software especifico para medida com grande acurácia e reprodutibilidade da espessura médio-intimal da carótida – uma fina camada de menos de 1 mm. Representa uma medida muito importante na avaliação de risco cardiovascular pois a presença de espessamento desta camada identifica um indivíduo com aterosclerose subclínica – antes de manifestar sintomas, permitindo assim intervenção para estabilizar ou até reverter este quadro.

Para a sua realização o(a) médico utiliza-se de uma peça (transdutor) na pele do paciente deslocando na região do pescoço  enquanto identifica as artérias  e realiza várias medidas e “fotos”.

agende-seu-exame-echo-bangu

Duração
Variável, em torno de 20 a  30 minutos.

Riscos para o paciente
Nenhum

Preparo do pacientes/cuidados antes do exame:
Nenhum. O exame é feito com a exposição da região do pescoço.

Veja como é feito o exame: